Do ponto de vista da aprendizagem

Amparada por uma regulação governamental extremamente rígida e com excesso de ordem
pedagógica, a EaD percorre caminhos difíceis para se consolidar como um sistema
educacional. Mas isso não impede que a criatividade dos brasileiros, em especial de seus
pesquisadores educadores e professores, a transforme em um referencial de qualidade na
educação brasileira, se destacando entre os modelos internacionais quando abraça,
experimenta e oferece novos métodos de ensinar e aprender mediados. Lembro-me no início
dessa caminhada, 1998, em um Centro Universitário de Belo Horizonte, o quanto foi difícil
vencer a barreira da desconfiança, da resistência infundada. Quanto foi gratificante participar
do inovar saindo do fórum mediado por e-mail para um espaço de comunicação bilateral no
ainda desconhecido Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA. Lembro-me da complexidade
em montar o planejamento, na época instrucional, da produção de material didático e do
plano de aula virtual, um roteiro cercado de inseguranças e de restrições à autonomia e
criatividade do professor.

Acesso ao texto na íntegra: O “patinho feio” EaD se transformando na “bola da vez”?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *