RESUMO

Este texto discute conceitos, o impacto e pontos e contrapontos do uso das metodologias ativas nos modelos híbrido e online de aprendizagem mediada a distância.  Apresenta alguns elementos de conexões pedagógicas e andragógicas que podem estar transformando, de modo significativo, a prática docente nesses modelos. Faz considerações sobre diálogos com professores e profissionais ligados à oferta desses modelos no ensino superior, após a mesa redonda com o mesmo título, no 24º CIAED, ABED, FLORIPA, 2018.

Palavras chaves: Modelos Híbridos e Online. Metodologias Ativas. Pontos e contrapontos.

Esse foi o tema da mesa redonda que dividi com o ilustre professor Moran, no 24º CIAED, ABED, em Floripa, dia 5 de outubro de 2018. Revendo e avaliando os e-mails e as mensagens que recebi pelo whatsapp e redes sociais, depois do evento, com inquietações e indagações de participantes que lá estiveram, despertou-me a atenção os diversos modos de interpretações das minhas dúvidas, práticas e propostas para a utilização desses modelos em programas de formação de professores para a EaD e de projetos de implantação e gestão da EaD (credenciamento Institucional, implantação de polos e autorização de cursos para a EaD; gerenciamento de pessoas, processos e resultados na EaD)

Dentre as questões que mais instigaram as dúvidas e seus debates nesses contatos, duas eu achei que deveriam ser compartilhadas aqui nesse BLOG como ponto de partida para reflexões sobre essa discussão que tem ocupado espaços importantes na EaD brasileira.

Acesso ao artigo na íntegra: http://www.abed.org.br/arquivos/Modelos_hibrido_e_online_em_transformacao_enilton_rocha.pdf

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *